São José da Ventania, Minas Gerais

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

SAIU DA PAUTA – ENTRENÃOVISTA – Para Carla Barbosa, do jornal Gazeta do Vale, em 25 de setembro de 2012


Carla Barbosa / Gazeta do Vale: Quantos anos você tem, formou-se em que e atualmente faz o quê?
Tenho 28 anos. Sou engenheiro agrônomo e, atualmente, trabalho na propriedade particular do meu pai e do meu tio, além de ser extensionista num centro de recuperação e num sítio.

Carla Barbosa / Gazeta do Vale: Gosta de escrever desde quando?
Não sei ao certo (por volta dos treze anos de idade), mas posso dizer, com certeza, que é desde quando eu comecei a escrever. 

Carla Barbosa / Gazeta do Vale: Sempre morou em Paraisópolis?
Não. Nasci em Itajubá. Morei em Pedralva até os oito anos de idade. Dos oito aos dezessete morei em Paraíso. Depois, um ano em Itajubá, cinco em Lavras, oito meses em São Paulo e dois anos na África (oeste, nordeste e sul da Tanzânia, principalmente; além de Etiópia por alguns dias somente a trabalho, numa região perto da Somália). Agora, dez anos depois de ter saído, estou de volta.

Carla Barbosa / Gazeta do Vale: O fato de gostar de escrever leva-o a classificar-se como?
Não me coloco como escritor, seja a categoria que for. Talvez, nesse sentido, eu seja apenas alguém que escreve e gosta de escrever. Vamos ver no que dá.
 
Carla Barbosa / Gazeta do Vale: Por que escrever textos que parecem verdade, mas não o são?
Vou contar como surgiu a idéia. Mas, antes, rapidinho, vou falar do meu site. Ele é mais meu xodó do que o blog desses textos a que você se refere. Em 2009, lancei meu site www.andalaquim.com, onde, pela primeira vez, passei a publicar meus poemas e, depois, textos de diferentes tipos (gêneros, é assim que se fala, né?). Está no ar até hoje. Pronto, falei. Foi rapidinho, não disse?
Em 2010, o que veio primeiro não foram as idéias dos textos que parecem verdade, mas sim a idéia de nome para um jornal de Paraisópolis: São Jornal da Ventanews, em alusão a São José da Ventania, um nome que Paraisópolis já teve (ou não). Aí, como eu não queria ter um jornal mesmo, comecei a fazer as notícias. Então, para que escrever textos que parecem verdade mas não são? Para preencher um jornal em cujo nome eu pensei e gostei. Só isso [risos]. Assim, nasceu o jornal, que está em http://ventanews.blogspot.com, com o lema “Jornalismo fictício, com os furos de notícias mais furados. Ficção jornalística, com os furos de notícias mais furadas.”. Aí, eu comecei a brincar com a mentira de uma forma verdadeira, já que muito se brinca com a verdade de uma forma mentirosa.

Carla Barbosa / Gazeta do Vale: O que as pessoas lhe falam sobre isso?
Não recebo muitos comentários. Tem pouquíssima audiência o blog.  Na verdade, recebi tão poucos comentários que dá para contá-los nos dedos. E esses não acharam muito normal, não. Normal isso [risos], afinal sou muito associado à loucura.

Carla Barbosa / Gazeta do Vale: Eu li Praia Paraíso. Você citou Avenida Paulista Mineira. Existem outros desse tipo?
A Roupa que Veste a Fé. E a Fé que Veste Roupa, Com Cosméticos e Com Comentários, Política – Eleições 2012 – Campanha, além de outras brincadeiras nas seções Vento & Venda e Brisa Boba, eu acho. Mas há outros textos (postagens) que são um misto de seriedade, crítica, brincadeira etc.

Carla Barbosa / Gazeta do Vale: E como surgem as idéias?
Essas umas observando o que está acontecendo.

Carla Barbosa / Gazeta do Vale: Muita gente acredita?
Não sei. Algumas sim, como uma jornalista paulistana que comentou sobre Avenida Paulista Mineira e um leitor de Paraíso, com cuja ingenuidade em acreditar nas postagens até brinquei no blog. Sinto-me, assim, com o dever cumprido [risos].


/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/| ANDRÉ


terça-feira, 6 de novembro de 2012

POLÍTICA - ELEIÇÕES 2012 - BALANÇO




/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/| ANDRÉ

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

POLÍTICA – ELEIÇÕES 2012 – CAMPANHA


Lauro & Lauren,
as vozes do povo na Câmara.

Quase que Leyde & Laura:

.

Laura que foi minha colega de curso técnico de locução de rádio quando eu invoquei de tentar ser um Galvão, mas o mais longe a que cheguei foi:


eu, Leyde & Laura e Irmãs Galvão.

/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/| ANDRÉ



__________

fonte
5/10/2012

foto
9 Novembro 2007
São Paulo/SP

¤

terça-feira, 2 de outubro de 2012

POLÍTICA – ELEIÇÕES 2012 – CAMPANHA


O que dizer da Câmara?
Com todo respeito às vereadoras.

/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/| ANDRÉ



__________

fonte
2/10/2012


¤

domingo, 30 de setembro de 2012

POLÍTICA – ELEIÇÕES 2012 – CAMPANHA




O povo em boas mãos.
Conto contigo na urna. Ou encontro.


/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/| ANDRÉ



__________

fonte
30/9/2012


¤

POLÍTICA – ELEIÇÕES 2012 – CAMPANHA




Zé da Quitanda e Cebola,
por vereadores que trabalhem de segunda à sexta-FEIRA.


/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/| ANDRÉ



__________

fonte
30/9/2012


¤

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

POLÍTICA – ELEIÇÕES 2012 – COMENTÁRIO

Coisas da Pulítica

Em Paraisópolis, uma candidata a prefeita é do PT e o vice dela, do PSDB.
Estrela com tucano. E nasce a aliança “vaga-lume de bico”.

Já outro candidato tem como vice a própria mãe.
Essa é só pra poder chamar o político de “filho da vice”.


/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/| ANDRÉ

domingo, 12 de agosto de 2012

POLÍTICA – ELEIÇÕES 2012 – CAMPANHA




clique na foto para ler melhor e/ou leia o passo-a-passo abaixo


1
Conversávamos sobre a situação politico-eleitoral, e eleitoreira, de Paraisópolis quando ele fez o brilhante comentário:

2
Mas o povo é sem vergonha tb... Povo é vagabundo igual prostituta na boa... eu brino que tinha vontade de ser prefeito daqui...pra no último dia de governo mandar o povo a PQP kkkk

3
Não é à toa, portanto, que a foto da minha candidatura a vereador de Paraisópolis é a que está no santinho ao lado.
A diferença é que eu já mando... desde a campanha.

4
[Santinho de campanha]
Nós queremos gente nova. Nós queremos gente nossa.
Andalaquim André, o vereador de Paraisópolis. 82.253
Sem coligação, afinal, não ligue pro Andalaquim.

É por isso que: pela causa do povo, eu seria; por causa do povo, eu não sou.


/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/| ANDRÉ

POLÍTICA – ELEIÇÕES 2012 – CAMPANHA




/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/| ANDRÉ

domingo, 3 de junho de 2012

EDITORIAL – ‘Cê’ Crê?



E tem gente que acredita,
‘cê’ acredita?

Então, missão cumprida!


/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/| ANDRÉ

domingo, 20 de maio de 2012

COM COSMÉTICOS E COM COMENTÁRIOS

Em 2010, um levantamento do Instituto Nacional de Múltiplos Assuntos Contemporâneos – INMAC – apontou Paraisópolis como líder, dentre todos os municípios brasileiros, na expansão do número de igrejas evangélicas e lojas de roupas*1.
Agora, um novo estudo dessa mesma instituição coloca Paraisópolis como primeiro lugar na densidade de salões de beleza, ou seja, número desses estabelecimentos por mulher quadrada, quer dizer, por metro quadrado, afinal, há mulheres de todas as formas, ao gosto do Paraíso.
Esse estudo não tem maquiagem e deixa um penteado sem terminar. Ficou a cor do esmalte para escolher, e pode até se fazer combinações entre elas:
As mulheres de Paraisópolis são:
a) muito feias querendo melhorar;
b) muito vaidosas;
c) bonitas em manutenção;
d) fofoqueiras de salão.


/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/| ANDRÉ



__________

*1

São Jornal da Ventanews

Andalaquim.com


¤

sexta-feira, 6 de abril de 2012

GAVENTCA – Curtindo


Curtiu por uma semana e, ainda, o gosto de barro.
Ajude a curti-lo também.






/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/| ANDRÉ



__________

foto
6 Abril 2012
Paraisópolis/MG
© andandaz®



¤

sexta-feira, 23 de março de 2012

PERNÓSTICO E PERNETA

Ele se diz promotor do diálogo público, porém, é dono de um papo pernóstico e perneta. Pernóstico porque é chato mesmo. Perneta porque pende para um lado só. Eis um chato de galocha manca.
Paraisópolis esteve por vinte anos consecutivos em mãos gestoras perniciosas, para o qual parece ser, claramente, o lado que ele dá as mãos. Oposicionista à atual administração municipal, ele (des)ocupa-se de críticas às obras projetadas, em execução e concluídas, dizendo que é pouca coisa para o presente e muita coisa para o futuro, cunhando o então governo de “futurista”.
Quando se olha para alguns anos atrás e se vê como era a atuação do poder executivo municipal, faz sentido dizer que o atual governo é futurista, afinal, o ponto de comparação é a antiqüíssima política do pão e circo que foi praticada por vários anos pelas gestões anteriores e foi o único “muito presente” que eles deram, ou melhor, distribuíram, quer dizer, fizeram.  
Imagine você: herda-se uma casa bagunçadíssima em todos os sentidos e se quer morar nela. Primeiro, a organização, quando não a reforma, e, depois, a mudança e a melhoria. Alguém que se julga conhecedor de muitas coisas, intelectual etc. e tal, deveria ter a mínima noção de que desenvolvimento e progresso não se fazem da noite para o dia, principalmente quando os alicerces estavam podres, bem como cheio de construções obscuras.
E o que foi e está sendo feito em, mais ou menos, três anos e meio supera – e muito –, principalmente em qualidade e honestidade, o que foi feito só para aparecer pelas recentes gestões anteriores, caracterizadas pelo populismo barato, assim como é o jornalismo praticado por esse profissional. Barato, mas que tem o preço dele.
Pego, por exemplo, a Usina de Triagem e Compostagem, recentemente criticada por não estar, ainda, em funcionamento. Ficou pronta há alguns dias e aguarda alguma documentação para entrar em operação. Há alguns dias ela ficou pronta, mas por vários anos existiu (acho que ainda existe, pois a vi há poucos dias quando passei ao lado) uma placa com os dizeres “Futuras Instalações da Usina de Triagem e Compostagem”, sem algumas letras desde há bastante tempo. Graças às urnas, não se reciclou a antiga administração municipal. Escolheu-se uma matéria-prima nova, que fez as futuras instalações presentes.
Numa recente conversa informal entre mim e ele durante um cafezinho, uma pinguinha, um torresminho, frios e quitandas numa audiência pública na Câmara Municipal, ele me perguntou: “Por causa de que que você acha que Paraíso não vai pra frente?”. Respondo: “Por causa de pessoas como você, negativistas com pose de positivistas.”.
Na boa, vá arranjar o que fazer. Mas, por favor, assim como você cobra, vá arranjar o que fazer hoje. É o presente que nos dá.
É um zé no saco. O cara do contra, um zé antônimo. E tem que ter um saco tão grande pra agüentar que até arrebenta a braguilha. E o saco vai pelo chão arrastando barro.  


/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/| ANDRÉ

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

VENTO & VENDA – C’as Rodas & Cia.

Kappadona Lavagem de Carros




Para carros que fazem racha.



VENTO & VENDA
anúncios que trazem um vendaval de vendagem


/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/| ANDRÉ



__________

foto
15 Fevereiro 2012
África, Tanzânia, região Kilimanjaro, distrito Moshi Mjini, cidade Moshi, bairro Majengo
© andandaz®


¤

GAVENTCA – Lavando e tatuando mentes. E roubando bolsos.




Com todas as letras,
está aí
e eu estarei lá.






/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/| ANDRÉ




_____

fotos
Anúncio
coletada na internet, sem indicação de fonte
Tatuagem
18 Outubro 2011
Paraisópolis/MG
©andandaz®



¤

Editorial – OI




É ou não é um 
OI 
com essa careca e esse dedo I
?


/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/| ANDRÉ



__________

foto
1 Fevereiro 2012
África, Tanzânia, região Kilimanjaro, distrito Moshi Mjini, cidade Moshi, bairro Majengo
© andandaz®



¤

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

GAVENTCA – 2012: Quilos a mais – só 12, 2000 não







/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/| ANDRÉ

domingo, 1 de janeiro de 2012

BRISA BOBA – Raimunda, quer dizer, Maria; ou pode até ser Maria Raimunda





Êêêêê, Maria Mbunda!
Não é à toa que quem está contigo é o Bercumans, o Komba e o Kapinga.


/-\|\||)/-\|_/-\(,)|_|||\/| ANDRÉ



__________

fotos
29 Agosto 2011
África, Tanzânia, região Ruvuma, distrito Mbinga, grupo Ukombozi
© andandaz®


¤